22 de maio de 2016

Grávida X Zika vírus

Olá, meninas! Como foi o final de semana? Espero que ótimo! Seja qual for o clima, no final de semana a gente sempre quer dar uma passeadinha pra tirar o stress da semana né?!

Quando descobri minha gravidez, o surto de Zika vírus estava no auge e muito se especulava se era mesmo o Aedes Aegypti o causador da microcefalia em bebês. Sendo ou não a causa, os casos estavam aumentando e a recomendação era que as grávidas usassem roupas que tampassem boa parte do corpo para evitar as picadas e que também usassem repelente. Soube até de algumas que não saíam de casa, tamanho o medo. Mas como eu falei no início do post, não podemos deixar de viver a vida por conta de querer poupar a vida, meio contraditório, mas é bem por aí.

Quando descobri estava com 5 semanas: 05/01/2016

Minha cidade é chamada de Terra do Sol, moro em Fortaleza! Adoro este lugar, mas como o nome sugere, é impossível estar sempre coberta de roupas. Por isso, tomei logo providencias de instalar telas mosquiteira nas janelas do meu apartamento para que pelo menos em casa eu pudesse ficar à vontade e foi uma ótima decisão! Além de não ver mais mosquitos, também não entram moscas que em certas épocas incomodavam também.

Mas e pra sair?! Continuei minha vida normal, nada de ficar refém do mosquito. Sempre procuro passar repelente ao sair de casa e também carrego na bolsa ou no carro. Experimentei alguns, mas não sei se era porque meu olfato de grávida estava muito aguçado, sentia cheiro muito forte de álcool, parecia subir pro cérebro gerando um incômodo que as vezes me dava até tontura e dor de cabeça. Passei estes para meu o marido usar, afinal ele também precisava se proteger já que foi constatado que o vírus era transmissível por meio de saliva e relações sexuais. Terrível, não é mesmo?

Repelentes que amei
Foi então que resolvi experimentar repelentes infantis, comecei pela loção anti mosquito da Johnson's baby. Cheirinho muito suave, parece cheiro de planta mas tem fundo adocicado, sem álcool, promete proteção por até 4 horas. A embalagem é pequena, ótima para carregar na bolsa. Por ser líquida, é de fácil aplicação, espalha facilmente.

Achei bom ter uma outra opção por medo de enjoar da fragrância (usando sempre a mesma), assim eu podia ficar alternando. Comprei então o OFF! Kids, na embalagem diz que é loção repelente, mas a textura do que uso é de creme mesmo. Há versões em spray, depois pretendo experimentar, acredito que deva ser mais prático, mas tenho dificuldade em encontrar. Ele não é oleoso, tem um cheirinho maravilhoso de chiclete daqueles de tutti-frutti e promete proteção por 2 horas.

Vou contar pra vocês que achei muito eficientes, eu tenho o chamado sangue doce para mosquitos, mas depois que comecei a usar os repelentes não senti mais picada nenhuma. Recomendo ambos!
Agora, um mistério... independente se uso repelentes para adultos ou para crianças, sinto a pele queimando algumas vezes depois da aplicação, como se me desse calor sabem?! Vocês também têm essa sensação?!

Mesmo com todos esses esforços, já posso me sentir recompensada, minha baby está em perfeita saúde, graças a Deus que nos dá esses recursos para prevenção. É claro que também devemos eliminar os focos dos mosquitos, não deixar água parada acumular e tudo mais que já sabemos... mas a gente não tem certeza se os vizinhos fazem o mesmo não é?! Gravidinhas ou não, cuidem-se!

Espero que tenham gostado das dicas!
Beijos, Dani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...